Há quem goste, porém muitas mulheres ainda sentem um certo desconforto em relação ao assunto. Umas dizem que não vivem sem, outras correm só de pensar. Preparamos umas dicas sem “mimimis” para você perder a vergonha e o medo de se entregar a essa aventura. Mas lembre-se: para que tudo dê certo, você precisa relaxar e ficar confortável com a ideia, não faça nada forçada. Entre quatro paredes vale tudo, desde que ambos concordem.

A primeira dica, e a mais importante de todas, é a higiene. Existem até duchas de higienização específicas nas farmácias. Repare se o seu intestino está funcionando bem. “A higiene do local é muito importante. Tem gente que faz lavagem antes, e outras que até tomam laxante. Eu prefiro só comer coisas leves durante o dia mesmo. Ajuda na higiene e nos previne de ‘surpresas’.” Disse a leitora Clarice* em entrevista à Dama de Aço.

Um assunto de extrema importância: camisinha. Nem pense em fazer sexo anal sem ela. E nunca use a mesma no ânus e na vagina. O risco de infecção durante o sexo anal é altíssimo.

Só faça se estiver com vontade, não faça por pressão. Se você não estiver a fim e relaxada, isso não vai te dar prazer. A sua excitação máxima é necessária para que você consiga relaxar. O ânus já é mais apertado que a vagina, quando ficamos nervosas ou com medo, os músculos contraem, dificultando a penetração e aumentando o risco de algum acidente.

Carícias são algo essencial. Peça ao seu parceiro para usar as mãos e a língua no momento da penetração, isso vai te ajudar a ficar mais relaxada e com mais prazer. Caso não queira falar, apenas pegue a mão do parceiro e conduza até onde você quer ser tocada.

Uma das justificativas dadas para o desejo fortíssimo pelo sexo anal é a dominação que a imagem da mulher de quatro subentende. Acontece que essa não é a melhor posição, principalmente para quem está começando. De conchinha é mais agradável, ou de bruços com o parceiro por cima.

Relaxe e aproveite!

TUDO QUE VOCÊ GOSTARIA DE SABER SOBRE SEXO ANAL

Parte da fantasia sexual masculina, o sexo anal divide opiniões entre as mulheres. Tem mulheres que falam sobre o tema abertamente, outras que não entende o gosto masculino e ainda há aquelas que não fazem de jeito nenhum.

O sexo anal é rodeado por muitos mitos e dúvidas. Mulheres que dizem que jamais fariam, na verdade, nunca experimentaram. No livro “O Prazer Secreto”, o sexólogo Celso Marzano fala que o que motiva algumas mulheres a fugir do sexo anal é apenas a falta de conhecimento e informação.

Para tirar de vez todos os receios que habitam a mente da mulherada, trouxemos as dúvidas mais frequentes sobre o tema.

POR QUE OS HOMENS GOSTAM TANTO?

É justamente por causa da relutância de algumas mulheres que os homens se sentem incitados em fazer o sexo anal. O ânus é mais apertado que a vagina o que para eles, torna o sexo mais prazeroso. Sem falar na questão do fetiche: o homem como o dominador, a posição é muito excitante visualmente para eles.

TEM ALGUMA RESTRIÇÃO?

A prática não é recomendada quando há hemorróidas inflamadas ou feridas no ânus, pois pode piorar a situação. Mulheres que não se sentem a vontade ou que só querem agradar o parceiro também deveriam evitar essa prática, uma vez que o sexo anal exige que a mulher esteja relaxada.

POMADA ANESTÉSICA?

Não é aconselhável, pois a pomada anestésica diminui a sensibilidade do ânus, causando uma perda parcial de controle. A pomada só anestesia a mucosa, mas não relaxa o esfíncter – músculo do ânus. Para evitar desconforto use lubrificante e é essencial que ambas as partes queiram o sexo anal, a mulher precisa estar relaxada.

SEXO ANAL CAUSA CÂNCER?

Na verdade o que se sabe é que alguns casos de câncer do canal anal estão relacionados ao HPV, doença sexualmente transmissível. O que acontece é que ao fazer sexo anal sem camisinha o vírus pode causar uma infecção na região anal. Com o tempo podem aparecer pequenas feridas decorrentes da infecção. Em alguns casos, se não for tratado, pode evoluir para um quadro de câncer. Para evitar problemas é recomendável que se use preservativo e muito lubrificante à base de água. Porém a maior parte dos casos de câncer do canal anal e do reto não tem ligação com a prática sexual.

A DOR DO SEXO ANAL PASSA COM O TEMPO?

A dor geralmente é provocada pela ansiedade ou por medo. Na maioria dos casos ela aparece por falta de técnica adequada, pouca lubrificação, pressa e não-relaxamento do ânus. Com o tempo e pratica, o incômodo tende a desaparecer.

COMO EVITAR QUE APAREÇAM RESÍDUOS FECAIS?

O ideal é evacuar antes da relação sexual e fazer uma boa higienização do local, assim diminui a possibilidade de aparecerem resíduos fecais. Além disso, é possível fazer uma lavagem do canal anal, usando enema, um produto vendido em farmácias. Há quem faça a lavagem caseira, feita com “chuveirinho”, que não é a mais adequada porque pode causar danos no canal.

É NORMAL SANGRAR?

Não, também é algo incomum. Mas se a penetração for feita com pouca lubrificação, pode causar ferimentos no canal. Se isso acontecer, interrompa a relação sexual imediatamente. Se o sangramento não parar, procure um médico o mais rápido possível.

O ÂNUS PODE SE ALARGAR?

Não. O esfíncter -músculo que controla a abertura do ânus – relaxa ou se contrai conforme a necessidade. Esse músculo não perde a força por causa do sexo anal. A única possibilidade de “alargamento” do ânus é caso o músculo se rompa, mas a prática de sexo anal não causa o rompimento.

Fonte: Dama de Aço