Controlar a ejaculação e não gozar rápido é absolutamente possível. Você pode adquirir este controle. Neste post o Dr. Marlon Mattedi, psicólogo terapeuta sexual fala sobre 8 atitudes que vão lhe ajudar, com o objetivo de não gozar rápido, além de quebrar alguns mitos sobre este tema.

Que atire a primeira pedra o homem que nunca gozou rápido, aquele que queria ter segurado um pouco mais a ejaculação e não conseguiu, ou que até demorou para gozar. Alterações no tempo da ejaculação são frequentes entre os homens. Todo e qualquer homem sexualmente ativo já viveu isso alguma vez na vida.

O lance é que a tendência é exatamente essa: “Os homens com frequência torcem para não gozar rápido e as mulheres torcem para gozar”, existindo por tanto uma incompatibilidade. Nós homens queremos técnicas para não gozar e mulheres procuram técnicas para gozar. Interessantes isto não?

Aqui vão alguns cuidados que você pode ter na hora do sexo, objetivando não gozar rápido.

Primeiro ponto: Gozar rápido é relativo

Se você demora 5 minutos para gozar e quem está com você demora 10 minutos, para esta pessoa você está gozando rápido. Agora, se você demora os mesmos 5 minutos e quem está com você goza em 3 minutos, para esta você não está gozando rápido, porque ainda sobrou 2 minutos.

Ou seja, para uma pessoa você é ejaculador rápido e para outra não. Por isto, mais importante que o tempo é você entrar em sintonia com a mulher, gozar em tempos próximos seria uma boa pedida. Para isto vão algumas dicas para você tentar segurar um pouco, mas lembre-se de estimular muito a mulher.

Você segurando uns minutos a mais, e ela se excitando um pouco mais, ela terá a tendência a gozar uns minutos mais rápidos, e é onde vocês se encontrarão. Gozando mais ou menos próximos.

Segundo ponto: Esqueça os filmes pornôs

O que você assiste nos filmes pornôs e que dá vontade de copiar é irreal. Os atores que aguentam 40 minutos sem gozar, eles tem uma tendência a não gozar (que pode, ou não, ser um problema sexual também) ou fazem uso de determinadas drogas que suspendem a ejaculação.

Detalhe é que os atores de filmes pornôs na meia idade muitos deles já estão com a sexualidade comprometida, alguns sem ereção e até vários deles com câncer de próstata. O desempenho que você em filmes não é real, é provocado forçadamente.

Mas se você quer não gozar rápido e de forma que não agrida seu organismo, aqui vão algumas dicas:

1) Treine fora da cama

Se você quer ficar bom na cama e não ter uma ejaculação precoce, treine bastante fora. Exercite a partir de hoje, sempre que puder, uma masturbação lenta, sempre devagar, e faça isso durante várias vezes, talvez umas 4 ou 5 semanas de treino já pode dar a você uma noção de melhora.

É difícil precisar um tempo porque a evolução muda de pessoa para pessoa, mas esta é uma boa média. A medida que for se sentindo mais seguro nesses treinos, aí você pode ir acelerando um pouco o movimento na masturbação, sempre acelerando aos poucos.

Quando se sentir seguro coloque gel lubrificante para simular ainda mais uma penetração e treine aumentar o tempo de estímulo, treinando fora da cama, fora dos momentos de sexo. Somente com treino fora de campo é que conseguimos fazer um bom jogo quando entramos na partida.

2) Exercite o músculo PC

Esse músculo é como qualquer outro músculo do nosso corpo, mas como está localizado na área da sexualidade poucas pessoas nos ensinam a exercitá-lo. Qualquer músculo exercitado fica mais saudável e mais forte, com este ocorre a mesma coisa. O Músculo PC quando bem exercitado é como o freio de mão de um carro, emergencialmente você pode utilizado.

Contraindo este músculo quando você sentir vontade de gozar é uma forma de parar o impulso da ejaculação. Mas isto é preciso exercitar também fora da cama, para poder usar quando desejar.

Você pode contrair e relaxar esse músculo com sessões de 3 séries de 10 contrações e relaxamentos.Feita a primeira série de 10 repetições, você dá uma pausa de 1 minuto, mais 10 contrações e relaxamentos, pausa de mais 1 minuto e mais 10 contrações e relaxamentos, feito 1 vez ao dia (não exagere fadigando o músculo, porque este em exagero provoca lesão).

Essa sequencia faça uma vez ao dia e seu músculo já vai estar mais exercitado. Na hora do sexo você pode usar este músculo contraindo para tentar evitar a ejaculação.

Se nesta explicação ficou em dúvida, você pode procurar um(a) Profissional (Terapeuta Sexual) especialista em Sexualidade ou um(a) Fisioterapeuta da Uroginecologia que tanto um quanto o outro lhe ensinarão detalhes do exercício.

3) Evite pensar em desgraças

Se vários artigos lhe ensinam a pensar em imagens, situações, momentos de acidentes, desgraças ou qualquer outra cena desestimulante eu lhe digo: Evite fazer esta técnica. Quem indica esta técnica não conhece de Sexualidade.

Se você pensar frequentemente em imagens e cenas assim (dentro da Sexologia isto é chamado de estímulos aversivos), você estará induzindo seu cérebro a perder o estímulo da ejaculação, mas em consequência, está dando margem para um outro problema chegar até você: a Impotência Sexual.

Comportamentos assim repetidos fazem o cérebro aprender a perder o estímulo quando estiver sentindo coisas boas na hora do sexo. O que ocorre com o tempo? Mesmo que você não queira, pode o cérebro provocar este desestímulo, mesmo que você não queira.

Há possibilidade de uma Impotência sexual e então um segundo problema aparecer se fizeres frequentemente isto.

4) Escolha posições menos excitantes

Quando for para o sexo, prefira posições que não lhe estimulem muito. Dê preferência a posições que não joguem a sua excitação tão pra cima. As posições de Quatro, ou ela deitada de barriga para baixo na cama e você por trás são duas das mais estimulantes, em geral, aos homens.

Se estas forem as suas preferidas evite inicialmente essas posições. Prefira outras como papai e mamãe, você deitado de costas na cama e ela por cima ou até em pé, claro, se estas a você não for as Top 10.

Se não, faça as que para você forem menos estimulantes. Deixe as mais estimulantes somente para os segundos finais.

5) Utilize preservativo

Para boa parte dos homens utilizar preservativo ajuda. Se você sente que isto a você também contribui, você pode fazer uso de preservativo comum mesmo, ou inclusive alguns desenhados para retardar a ejaculação.

Eles não são a única ferramenta para o controle na hora (usados isoladamente são pouco eficazes), mas somado às outras dicas que você está lendo eles podem trazer benefícios.

6) Faça subir a excitação dela

Novamente afirmo, mulheres tendem a demorar se não são bem excitadas, ou se elas mesmas não sabem o que fazer para se excitar. Às vezes você pode sim estar sendo rápido para gozar, mas algumas vezes é a mulher que demora também para alcançar o orgasmo.

Então se dedique a fazer a excitação dela subir (para ela se excitar mais você pode usar todas as técnicas descritas no e-book: Como Provocar Orgasmos Femininos) e quando ela estiver bem excitada você vai para a penetração.

Tente fazer isso e você verá como o sexo vai mudar.

7) Evite os remédios Remédios para o controle da ejaculação, não são eficazes na grande maioria dos casos.

Até porque especificamente para o controle da ejaculação não existe ainda nenhum remédio criado pela ciência. O que às vezes médicos receitam é um antidepressivo com a intenção de retardar a ejaculação.

Porém antidepressivos foram desenhados para a depressão e não para a ejaculação, por este motivo são na sua base ineficazes na grande maioria dos casos.

8) Treino, bastante treino

Este é mais um dos passos importantes. Você precisa treinar fora da cama para ficar bom em cima dela. Um dos detalhes é masturbação lenta, o outro é aprender a gerar mais prazer a uma mulher para que ela se excite mais rápido, e por fim fazer detalhes citados aqui.

Se mesmo assim não perceber melhora, vale conversar com um Sexólogo, para ver o que mais pode estar interferindo.

Bom sexo, boas experiências e muito prazer a você e a quem estiver com você.

Fonte: Sexo Sem Dúvida